COMO FAZER UMA BOA GESTÃO DE MARCA

Às vezes, ao pensar em marca, algumas pessoas associam o termo apenas ao símbolo que uma empresa utiliza para se identificar entre a concorrência. Logotipo, nome, cor, tudo isso realmente faz parte da identidade visual de uma marca, mas não é só isso que diferencia um negócio de outro.

A gestão de marca, também chamada de branding, refere-se a uma série de ações estratégicas que têm como objetivo posicionar uma empresa, enfatizar seu propósito e seus valores, para, no fim das contas, despertar olhares e sensações do público, resultando em uma conexão entre as pessoas e o negócio.

Destacar-se no mercado hoje não é tarefa fácil, concorda? Por isso é necessário falarmos sobre por que é importante fazer uma boa gestão de marca. Continue lendo para entender melhor.

Sobre branding

Branding é o conjunto de estratégias utilizadas por uma empresa para conseguir construir uma imagem positiva de sua marca na mente do público, tornando seu produto ou serviço desejado pelas pessoas.

Também chamado de brand management, trata-se do processo utilizado para gerir as ações voltadas ao posicionamento e identidade de um negócio, incluindo a propagação de seu propósito e seus valores.

Isso significa que envolve, sim, a criação de elementos visuais, como uma logo que permita a associação imediata à marca, mas vai além disso. A ideia é construir uma boa reputação, uma imagem que gere no público uma conexão afetiva, o que vai fazer com que, em um momento de decisão de compra, a marca seja a escolhida mesmo em meio a muitas outras.

Gestão de marca na prática

Já deu para entender que isso não é algo feito da noite para o dia, certo? Gestão de marca envolve planejamento, uma boa estruturação, divulgação e foco no crescimento da relevância do negócio no mercado.

Há dois pontos importantes que precisam ficar claros. O primeiro é que branding não é apenas para grandes marcas; se você está começando agora também precisa trabalhar pela imagem e reputação de seu negócio. E a segunda coisa é que não são apenas os clientes que precisam ser conquistados por uma marca, mas todos os stakeholders envolvidos, o que inclui a equipe interna (colaboradores), os fornecedores, distribuidores, parceiros, a imprensa, enfim, todo mundo que pode ter contato com seu negócio de uma forma ou de outra.

Para lhe ajudar na tarefa de entender e utilizar o branding, vou citar dicas bem simples para servir como norte. Acho que a base para começar a gestão de marca tem a ver com uma definição clara de quem é o público-alvo da empresa. Quando se tem um perfil traçado, com o máximo de informações possíveis, de quem é o cliente final do negócio, é muito mais fácil definir todo o resto, como a criação de conteúdo e a escolha dos canais de comunicação.

O passo seguinte é definir o posicionamento da empresa, ou seja, que mensagem ela quer transmitir, como ela quer ser vista. A partir daí é que se torna possível pensar em identidade visual, a personalidade da marca e como deverá ser sua presença no mercado.

Se você gostou desse conteúdo e aprendeu um pouco mais sobre gestão de marca por aqui, sugiro que siga minhas redes sociais — Instagram, Facebook, LinkedIn e YouTube —, pois estou sempre compartilhando dicas e assuntos interessantes que podem ajudar você e seu negócio.

Comentários

comentários

Post A Comment