CARREIRA OU EMPREGO? ATITUDES QUE FAZEM A DIFERENÇA NO SEU DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL

Mais do que um diploma na área e cursos na bagagem, o mercado de trabalho hoje busca profissionais que estejam aptos a contribuir para o sucesso de um negócio. E além de conhecimentos técnicos, o profissional precisa saber se relacionar e se desenvolver.

Uma empresa pode te oferecer um emprego, que nada mais é do que uma atividade a ser executada e que resultará em recompensa financeira. Mas a pergunta fundamental é: você vai encarar esse emprego como uma simples atividade remunerada ou como uma oportunidade de fazer uma grande carreira? Você é o responsável pela gestão da sua carreira, desde o seu primeiro emprego, por isso é muito importante tomar boas decisões.

Se você entende que precisa se posicionar e agir para o desenvolvimento de sua carreira, continue lendo para conferir as dicas que tenho para te dar.

Faça uma autoavaliação sistemática

  1. Faça uma lista das coisas que você gostaria de fazer e ganhar dinheiro trabalhando com isso.
  2. Em seguida, liste o que você não gostaria de fazer, mesmo se ganhasse dinheiro com essas atividades. Esse é um passo simples para você errar menos em sua trajetória profissional.
  3. Escreva seus pontos fortes e pergunte-se: como posso melhorá-los ainda mais?
  4. Escreva seus pontos de melhoria e pergunte-se: como posso diminuir o impacto deles?
  5. Faça uma lista final com base na opinião de pessoas que convivem com você e que realmente tem o desejo de contribuir, amigos, familiares ou colegas de trabalho são bem vindos.

Com as listas nas mãos, faça uma avaliação de você mesmo com base no que foi mapeado, e, então, estabeleça um plano de ação.

Elabore um planejamento

É claro que oportunidades inesperadas podem surgir a qualquer momento, provocando movimento e mudanças em sua carreira. Esteja atento, seja flexível e abrace as oportunidades. No entanto, é fundamental estar sempre com ações bem planejadas. Um bom planejamento prévio pode facilitar a visão do que você precisa para chegar onde almeja.

Lembre-se: seu planejamento deve conter a sua estratégia (com base no sua autoavaliação), seu plano de ações, seus objetivos e metas.

E, como em tudo que diz respeito a gestão, seja de negócios ou pessoal, nada de metas irreais. Planeje de maneira inteligente, traçando objetivos e metas relevantes, mensuráveis e alcançáveis.

Seja proativo

Nem preciso dizer que autoavaliações e planejamentos não são suficientes, certo?

Estamos falando de atitude, de comportamentos positivos e do desenvolvimento de bons hábitos também. Então as dicas até aqui são somente para início de conversa.

O próximo passo é sair do papel e desenvolver as habilidades necessárias de forma efetiva. Uma boa alternativa é começar pelas habilidades genéricas ou transferíveis, como as de comunicação e de relacionamento interpessoal. Estas são habilidades de empregabilidade, pois são úteis em qualquer carreira. Invista também em cursos de aperfeiçoamento e comprometa-se com a melhoria contínua daquilo que sabe e gosta de fazer.

Se seu objetivo final exige que você passe por diferentes níveis hierárquicos e outros cargos até chegar lá, elabore um plano de carreira para lhe servir como um guia, um direcionador que – certamente, ao longo do tempo – precisará de revisões. No seu plano de carreira, pense nos requisitos de habilidades e competências de curto, médio e longo prazo, incluindo aprofundamento educacional, aprendizado acerca de tecnologia e ampliação de experiências.

Lembre-se também: emprego você pode conseguir de um dia para o outro, mas carreira é um processo que demanda tempo para se estabelecer. Enquanto no emprego as decisões são tomadas por uma empresa, em sua carreira quem toma as decisões é você.

O que você tem feito para desenvolver sua carreira? Se quiser conversar sobre o assunto, entre em contato comigo!

Comentários

comentários

Post A Comment