A IMPORTÂNCIA DA CULTURA ORGANIZACIONAL

As melhores empresas do mundo para se trabalhar são reconhecidas pelo fato de possuírem uma forte cultura organizacional. Mas, afinal, o que é isso e qual a sua importância?

A cultura organizacional é cuidadosamente construída, pois tem o poder de influenciar o comportamento e a conduta dos colaboradores de uma empresa, o que impacta tanto na imagem do próprio profissional, quanto na imagem da empresa que é transmitida ao público externo, e, portanto, pode gerar maior (ou menor) credibilidade, confiança e aceitação da marca em todo o ambiente mercadológico.

Sabe aquela empresa que todo mundo gostaria de trabalhar, porque ouve que o clima organizacional é favorável e que o ambiente de trabalho é saudável? Pois é, isso é fruto de uma cultura organizacional forte, que resulta em uma equipe engajada e baixa taxa de rotatividade.

Falando sobre cultura organizacional

A cultura organizacional de uma empresa reúne elementos que a tornam única, ou seja, é a identidade da organização.

Trata-se de um conjunto de elementos que incluem propósito, objetivos, premissas, crenças, valores, hábitos, princípios, comportamentos e condutas que direcionam o funcionamento do negócio, de modo que as ações e percepções de clientes, tanto internos, quanto externos, reflitam a essência da empresa.

A cultura de uma organização será solidificada no dia a dia, mas seu fio condutor nascerá como fruto da visão dos fundadores da empresa, para depois ser moldada conforme a realidade do mercado e as pessoas envolvidas no negócio. Ela se expressa na maneira como clientes e colaboradores são tratados e se torna uma espécie de “marca registrada” da organização.

Aplicação prática nas empresas

Embora, como dito, a cultura de uma empresa vai sendo moldada com o tempo, para criar uma cultura organizacional forte é necessário ter um planejamento estratégico bem definido, com base em uma missão e uma visão pré-determinadas, pois os gestores precisam entender quais valores que o negócio deseja transmitir como base.

A construção da cultura organizacional já se estabelece no processo de recrutamento e seleção. É fundamental que a organização contrate profissionais que compartilhem dos mesmos princípios e valores da empresa. Por exemplo, startups tendem a precisar de colaboradores mais criativos e dispostos, assim como empresas mais tradicionais necessitam de profissionais mais experientes. Vale dizer que isso não é uma regra, certo?

Outro passo importante para consolidar a cultura organizacional é a valorização da equipe. Para que os funcionários “vistam a camisa” da empresa é importante que se sintam acolhidos e prestigiados no ambiente de trabalho. Uma forma de fazer isso, na prática, é estabelecer planos de carreira, oferecer treinamentos constantes e dar oportunidades de melhoria na qualificação do time.

Além de tornar os colaboradores mais automotivados e produtivos, essa valorização reflete também na forma como eles tratam os clientes internos e externos.

Para a criação de um bom clima organizacional, também é fundamental que haja na empresa uma boa comunicação interna. Se a ideia é que a equipe esteja alinhada e tenha os mesmos objetivos, princípios e valores, estes precisam ser claramente compartilhados e reafirmados constantemente.

Pesquisas internas de clima e reuniões dinâmicas são importantes para que haja sinergia entre os setores e também para eliminar os ruídos e interpretações equivocadas sobre o que a empresa deseja transmitir. 

Vale destacar que a liderança é a principal responsável por manter a cultura organizacional sempre ativa, por isso suas ações devem reforçar os valores da empresa.

Se você gostou desse conteúdo, não vá embora ainda. Acredito que outro artigo meu também pode ser interessante para você: Sua empresa trabalha com endomarketing?

Comentários

comentários

Post A Comment